Arte sobre fotos/Wikimedia Commons

Projeto da USP vai acompanhar pesquisas sobre marcos históricos de 22

Série da iniciativa Ciclo22 vai mostrar estudos em desenvolvimento na Universidade sobre independência do Brasil, Semana de Arte Moderna e outros eventos de 1822 e 1922

29/10/2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Crisley Santana

A Constituição Federal de 1988, em seu artigo 207, destaca que as universidades brasileiras devem estar pautadas em três pilares: ensino, pesquisa e extensão. A USP, entre outros fatores, é reconhecida no mundo inteiro por sua excelência em pesquisa.

A fim de explorar essa, que é uma das mais importantes características acadêmicas, e analisar parte dos estudos desenvolvidos na Universidade, a iniciativa Ciclo22 vai estrear uma série sobre pesquisas em desenvolvimento que envolvam os marcos históricos relacionados aos anos de 1822 (independência do Brasil) e 1922 (Semana de Arte Moderna).

Para mapear os estudos, foi usado um formulário no qual os pesquisadores puderam registrar suas pesquisas, descrever os objetivos delas e indicar as previsões das datas de defesa, momento em que devem apresentar os resultados do estudo a uma banca avaliadora.

0

Foi a quantidade de respostas recebidas entre 6 e 22 de outubro de 2021

0

Respostas foram sobre temas de pesquisa relacionados aos marcos de 22

0

São as dissertações de mestrado em andamento sobre os marcos de 22

0

São as teses de doutorado em andamento sobre os marcos de 22

Abaixo, a quantidade de estudos em andamento que envolvem temas relacionados aos marcos de 22 e suas respectivas unidades de ensino.

15

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH)

3

Faculdade de Educação (FE)

2

Escola de Comunicações e Artes (ECA)

2

Instituto de Estudos Brasileiros (IEB)

1

Faculdade de Direito (FD)

1

Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH)

1

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP)

1

Interunidades em Museologia

1

Interunidades em Estética e História da Arte

A professora e diretora do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da USP Diana Vidal, que coordena o projeto Ciclo22, comentou sobre o levantamento realizado pela iniciativa. Para ela, “a proposta de conhecer as pesquisas em andamento relacionadas ao Ciclo22, foi frutífera”.

“Até o momento, estávamos operando com os levantamentos feitos nas bases de Teses e Dissertações do Dedalus [sistema digital do acervo disponível em bibliotecas da USP]. Mas isso nos levava a ter contato apenas com os trabalhos já defendidos, selecionados por um olhar externo. Agora, com as respostas ao formulário, temos presente as manifestações de pesquisadores e pesquisadoras sobre sua adesão aos temas do Ciclo22 e podemos acompanhar a realização dos projetos, nos seus vários estágios”, afirmou.

20210902_diana_goncalves_vidal-e1635433414579.jpg

Diana Vidal, diretora do Instituto de Estudos Brasileiros e coordenadora do projeto Ciclo22 - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

Os resultados encontrados pelo levantamento, segundo a professora, permitem concluir a relevância por trás dos temas explorados no projeto Ciclo22. “As temáticas continuam vivas no universo investigativo da pós-graduação, em estudos desenvolvidos em diversas unidades da USP”, disse Diana.

Acompanhe o projeto Ciclo22 da USP no site: ciclo22.usp.br 
E siga as redes sociais do projeto: 
Twitter | Instagram | Youtube