As formas da forma. O design brasileiro entre o modernismo e a modernização

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Tese de Doutorado: As formas da forma. O design brasileiro entre o modernismo e a modernização

Autor(a):  Francisco Raul Cornejo de Souza

Ano: 2011

Orientador(a):  Maria Arminda do Nascimento Arruda

Unidade da USP: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH)

Disponível em: https://doi.org/10.11606/T.8.2011.tde-01112011-142415

Resumo: 

Empreendendo uma análise sobre a história da inserção social das atividades do designer no universo cultural brasileiro de meados do século XX, procuro iluminar algumas das particularidades que vieram a marcar essa trajetória. Partindo de uma apreciação breve de seus rudimentos e precedentes históricos oriundos de contextos internacionais diversos àqueles do período privilegiado em âmbito local, procuro também traçar os contornos das condições que favoreceram a inclusão do design nas linguagens modernas que vicejavam neste segundo momento mais cosmopolita do modernismo, ainda que à sombra das conquistas da arquitetura. E, finalmente, ao enfocar a perspectiva analítica em dois de seus maiores expoentes, Alexandre Wollner e Aloísio Magalhães, e delinear seus percursos de êxito na profissão desde aquela época, pretendo ressaltar algumas das vicissitudes seminais que vieram a caracterizar a frágil consolidação do design no ambiente cultural e profissional brasileiro até os dias atuais.

Palavras-chave: Alexandre Wollner; Aloísio Magalhães; Arquitetura; Design; Modernismo.

Fonte: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP