Entre a vida e o sonho: contribuições para uma análise crítica do romance “Amar, Verbo Intransitivo”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Tese de Doutorado: Entre a vida e o sonho: contribuições para uma análise crítica do romance Amar, Verbo Intransitivo

Autor(a):  Luciano Ribeiro de Carvalho

Ano: 2010

Orientador(a):  Luiz Dagobert de Aguirra Roncari

Unidade da USP: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Disponível em: https://doi.org/10.11606/T.8.2010.tde-28042010-112103

Resumo: 

No romance Amar, verbo intransitivo, Mário de Andrade propõe, através de uma prosa inovadora e inquietante, uma reflexão sobre as contradições entre indivíduo e sociedade, bem como sobre os rumos da História durante os anos 20, especialmente no período da República de Weimar. Por trás da narrativa do fracasso amoroso, desenrola-se a problematização da efetivação do princípio de prazer em uma sociedade capitalista, ou seja, questões de psicologia estão articuladas com as de classe. Além disso, o romance coloca-nos em contato com o complexo panorama histórico da Europa dos anos 20, especialmente, o da Alemanha, fornecendo indícios da perigosa aventura fascista daquele país. O romance configura dessa forma, problemas fundamentais que caracterizam o século XX e que levaram ao colapso da civilização burguesa ocidental.

Palavras-chave: Literatura brasileira; Mário de Andrade; Romance.

Fonte: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP