O relacionamento Brasil – EUA e a arquitetura moderna: experiências compartilhadas, 1939-1959

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Tese de Doutorado: O relacionamento Brasil – EUA e a arquitetura moderna: experiências compartilhadas, 1939-1959

Autor(a):  Débora da Rosa Rodrigues Lima Hormain

Ano: 2012

Orientador(a):  Fernanda Fernandes da Silva

Unidade da USP: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU)

Disponível em: https://doi.org/10.11606/T.16.2012.tde-14012013-154647

Resumo: 

A tese de Doutorado em questão analisa o relacionamento, as experiências e os intercâmbios ocorridos entre profissionais da arquitetura brasileiros e americanos (ou imigrantes na América do Norte) em um período que se estende desde o reconhecimento da arquitetura moderna brasileira no âmbito internacional, entre o final dos anos 1930 e início dos quarenta, atravessando o segundo pós-guerra até o início dos anos 1960. Inúmeras foram as trocas entre os dois países, muitas vezes desmerecidas em detrimento daquelas ocorridas com o continente europeu, e que neste trabalho procuramos dar espaço e buscar seu entendimento. De modo que o foco da pesquisa foi demonstrar que outras frentes de diálogo se consolidaram, justamente quando a arquitetura moderna que se fazia no Brasil passava, também, a dialogar internacionalmente, e, dentro deste panorama, os Estados Unidos da América, novo centro cultural do mundo, teve um papel essencial. Partindo do pressuposto que o relacionamento entre o Brasil e os Estados Unidos foi decisivo no processo, na divulgação e no fortalecimento do modernismo brasileiro em âmbito internacional, o objetivo do trabalho foi compreender, através da identificação dos personagens e da análise das experiências e trocas entre os dois países, como estes fatos incidiram no campo arquitetônico brasileiro. O tema se desenvolveu a partir de uma visão síntese da interação entre a historiografia do movimento moderno e o contexto histórico e cultural em que os profissionais arquitetos se inseriam naquele preciso momento histórico.

Palavras-chave: Arquitetura moderna; Brasil; Estados Unidos da América; Movimento Moderno.

Fonte: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP