De Pureza (1937) a Pureza (1940): José Lins do Rego e o cinema de Chianca de Garcia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Artigo: De Pureza (1937) a Pureza (1940): José Lins do Rego e o cinema de Chianca de Garcia

Autor(a): César Braga-Pinto

Revista: Revista do Instituto de Estudos Brasileiros

Ano: 2018

Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rieb/article/view/149950 

Resumo: 

O artigo contrasta o pouquíssimo estudado romance Pureza, de José Lins do Rego, publicado em 1937, com sua praticamente desconhecida adaptação para o cinema,  três anos mais tarde, pela Cinédia, sob direção do português Chianca de Garcia. Busca-se assim iluminar alguns aspectos centrais da política cultural do Estado Novo, em  particular o momento de transição entre o regionalismo na literatura e o novo ideal nacionalista da era Vargas.

Palavras-chave: José Lins do Rego, Chianca de Garcia, Estado Novo, Nacionalismo.

Fonte: Portal de Revistas da USP