Estudos Brasileiros em 3 Tempos: 1822 – 1922 – 2022 – Pensar o Brasil: desafios e reflexões

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Livro: Estudos Brasileiros em 3 Tempos: 1822 – 1922 – 2022 – Pensar o Brasil: desafios e reflexões

Autor(a): Fernando Paixão; Flávia Camargo Toni (organizadores)

Editora: Fino Traço

Ano: 2021

Disponível em: http://www.finotracoeditora.com.br/livros/000595/9786589011057/estudos-brasileiros-em-3-tempos-1822-1922-2022-pensar-o-brasil-desafios-e-reflex.html 

 

Descrição: 

O desafio contemporâneo de refletir criticamente sobre a realidade brasileira, em perspectiva inter/multi/trans e pós-disciplinar, materializa-se nos títulos que integram a Coleção Estudos Brasileiros, do Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo, na Série Paralelos 22, publicada pela Editora Fino Traço.

Pensar a América portuguesa e o Brasil, a partir de apurada perspectiva epistemológica, pressupõe a ampliação, o adensamento e a interconexão de diferentes enfoques teóricos e metodológicos capazes de propiciar a apreensão de experiências coletivas e individuais, desvelando áreas de investigação fronteiriças ou ainda pouco exploradas.

Supõe, igualmente, a compreensão das múltiplas temporalidades que constituem o processo histórico, tensionadas entre continuidades e rupturas. Impõe um olhar, simultaneamente abrangente e verticalizado, sobre questões econômicas, políticas e geográficas, e sua configuração social, étnica/racial e de gênero, contemplando alteridades e diversidades, assim como sobre sua conformação educacional, cultural, literária, artística e religiosa, em um mundo globalizado.

 

SUMÁRIO: 

Apresentação

1 – É possível o objeto Brasil? (Jaime Tadeu Oliva)

2 – Saldos, sobras e dívida ativa: A estrutura tributária dos municípios paulistas durante a primeira metade do século XIX (Luciana Suarez Galvão)

3 – O “Sertão do Conselheiro”: dinâmica social e transformações econômicas na comarca de Itapicuru (Bahia, século XIX) (Monica Duarte Dantas)

4 – A circulação internacional de artefatos escolares: a Bibliotheca do Povo e das Escolas, de David Corazzi (Portugal, Brasil, 1881-1896) (Diana Gonçalves Vidal)

5 – O ar do tempo: uso do passado e idealização de futuro nos paralelos 1922-2022 (Inês Gouveia)

6 – O pensamento econômico e sociológico sobre o desenvolvimento no Brasil: Interações entre dois campos em formação nos 1950 e 1960 (Alexandre de Freitas Barbosa)

7 – Contribuições da obra de Milton Santos para os estudos discursivos da técnica algorítmica: uma introdução ao problema dos objetos técnicos como partícipes da produção dos sentidos (Luciana Salazar Salgado)

8 – Acessibilidade em museus: reflexões teóricas sobre as mudanças do pensamento museológico que contribuíram com a inclusão de pessoas com deficiência e novos públicos (Viviane Sarraf)

9 – O Brasil e os brasis no Antropoceno: bifurcações à vista (Stelio Marras)

 

Fonte: Fino Traço