As representações dos japoneses nos textos modernistas brasileiros: Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Juó Benanére

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Tese de Doutorado: As representações dos japoneses nos textos modernistas brasileiros: Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Juó Benanére

Autor(a): Shirlei Lica Ichisato Hashimoto

Ano: 2013

Orientador(a): Joao Adolfo Hansen

Unidade da USP: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH)

Disponível em: https://doi.org/10.11606/T.8.2013.tde-16052013-104519

 

Resumo:

As representações dos japoneses nos textos modernistas brasileiros: Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Juó Bananére tem como objetivo estudar textos escritos por brasileiros que tomam o Japão por tema e textos produzidos por japoneses e nipo-brasileiros que escrevem sobre sua experiência individual e coletiva com o Brasil, principalmente textos de memória autobiográfica e coletiva que contemplam os pontos de vista da sua adaptação ao presente brasileiro. Prevê, entre outros procedimentos, especificar os modos japoneses de definir categorias como escrita, ficção, arte, tempo, sociedade, pessoa, memória, família, hierarquia, trabalho, sexualidade, moral, honra, obediência etc., considerando as diferentes formas culturais como homens e mulheres de origem japonesa com os valores herdados e fortemente formalizados do shinto, do budismo, da família e da honra definiram e orientaram o sentido da experiência no presente brasileiro de sua adaptação a uma cultura constituída por outras tradições, como a religião católica, a miscigenação racial e cultural, a moral patriarcal, a língua portuguesa etc.

Palavras-chave: Cultura japonesa; Japoneses; Memória autobiográfica; Modernismo – Brasil.

 

Fonte: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP.