Expressão e construção: Alfredo Volpi, João Cabral de Melo Neto e a arte moderna no país

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Tese de Doutorado: Expressão e construção: Alfredo Volpi, João Cabral de Melo Neto e a arte moderna no país

Autor(a): Carlos Eduardo de Barros Moreira Pires

Ano: 2014

Orientador(a): Jorge Mattos Brito de Almeida

Unidade da USP: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH)

Disponível em: https://doi.org/10.11606/T.8.2014.tde-12112015-163453

 

Resumo:

Esta tese interpreta, com foco nas obras de Alfredo Volpi e João Cabral de Melo Neto, o processo de modernização e rotinização da arte moderna no Brasil, Os poemas de Cabral e as pinturas de Volpi podem ser analisados como produtos de um novo contexto “moderno” para a arte no Brasil da década de 1950 e, ao mesmo tempo, produtores deste mesmo contexto, já que ambos estabelecem nexos importantes para a sua justificativa social, teórica e artística. A pesquisa teve como objetivo contribuir, por meio, principalmente, da leitura crítica de poemas e pinturas, para a reflexão sobre os rumos e contradições da arte moderna no Brasil.

Palavras-chave: Alfredo Volpi; Arte moderna; Construtivismo; João Cabral de Melo Neto; Lírica; Modernismo.

 

Fonte: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP.