Curso do Museu do Ipiranga explica quadro ícone da independência do Brasil

Curso on-line com especialistas do Museu abordará os processos de criação do pintor Pedro Américo com análise das referências que o artista utilizou para sua composição; outro curso abordará exposição dos acervos com suporte em papel
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
O quadro Independência ou Morte de Pedro Américo – Foto: Wikimedia Commons

.
Em novembro, o Museu do Ipiranga, unidade de ensino e pesquisa da USP, dá continuidade à série de aulas que apresentam e discutem a Cultura Material e a História do Brasil por meio do processo de pesquisa e de produção das exposições preparadas para a reabertura do espaço, em 2022.

Os cursos são totalmente gratuitos e on-line com transmissão pelo YouTube e, neste mês, abordam os temas A pintura “Independência ou Morte!”: significados e a sua materialidadenos dias 9 e 10, e Exposição de obras em papel: conservação, critérios e decisões, nos dias 23 e 24.

Ao todo, são 800 vagas – 400 para cada curso – e 50% delas destinadas a professores e alunos da rede pública. As inscrições devem ser feitas pela plataforma Apolo até os dias 05 e 19 de novembro, respectivamente. Para professores e alunos, é preciso encaminhar documento comprobatório de atividade para o e-mail cursosmp@usp.br. Caso o número de inscritos exceda o número de vagas, será realizado um sorteio para a seleção.

Confira abaixo as informações sobre os cursos oferecidos em novembro.

A pintura “Independência ou Morte!”: significados e a sua materialidade

Primeira pintura de história do acervo institucional, a obra “Independência ou Morte!”, que integra a exposição “Uma História do Brasil”, já estava no Monumento do Ipiranga quando foi inaugurado como Museu Paulista, em 1895. O curso abordará os processos de criação do pintor Pedro Américo (com análise às referências da pintura europeia que o artista utilizou para sua composição) e sua associação com as intenções de homenagem a Dom Pedro I, ao regime imperial e à própria cidade de São Paulo como lugar de fundação da nação. Também serão apresentados os diferentes processos de análise científica da pintura, que forneceram dados como a preparação da tela e a composição química da camada pictórica e auxiliaram nas decisões dos procedimentos de restauro realizados entre 2019 e 2021.

9 e 10/11, terça e quarta-feira, das 18h às 21h
Inscrições até 5/11 pelo sistema Apolo neste link
Professores: Prof. Dr. Paulo César Garcez Marins, Marcia de Almeida Rizzutto, Yara Ligia Mello Moreira Petrella, Michelli Cristine Scapol Monteiro e Isabela Ferreira Sodré dos Santos

Exposição de obras em papel: conservação, critérios e decisões

O curso faz uma breve introdução dos embasamentos teóricos e práticos que devem ser considerados numa exposição dos acervos com suporte em papel. Estarão em pauta os critérios e caminhos para decisões sobre o que expor, por quanto tempo e como. O curso também apresenta ideias práticas de como expor as obras deste material e traz exemplos dos trabalhos de preparação do acervo selecionados para exposições da reabertura do Novo Museu do Ipiranga.

23 e 24/11, terça e quarta-feira, das 18h às 21h
Inscrições até 19/11 pelo sistema Apolo neste link
Professora: Ina Hergert

Os cursos oferecem certificado na categoria de Difusão Cultural, emitido pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo, para aqueles que cumprirem a carga horária apresentada: são seis horas de duração, divididos em dois dias. As aulas são ao vivo, e contam com recursos de acessibilidade como Libras, legendagem e audiodescrição.

.

Com informações da Isadora Bertolini, Assessoria de Imprensa Museu do Ipiranga / Conteúdo Comunicação