Pássaros de carne e lenda: a poesia plástica de Ismael Nery e Murilo Mendes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Tese de Doutorado: Pássaros de carne e lenda: a poesia plástica de Ismael Nery e Murilo Mendes

Autor(a): André Teixeira Cordeiro

Ano: 2008

Orientador(a): Cilaine Alves Cunha

Unidade da USP: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH)

Disponível em: https://doi.org/10.11606/T.8.2008.tde-11082009-104636

Resumo:

O trabalho estabelece um diálogo entre a obra do pintor e poeta Ismael Nery e a primeira fase da obra do poeta Murilo Mendes (1930-1945). Os autores têm uma poética aproximada e suas obras foram enfocadas a partir dos aspectos a seguir: catolicismo, surrealismo, filosofia antiga, escolástica, equilíbrio e harmonia. Inicialmente, apresentou-se a figura de Ismael Nery a partir da fala de Murilo Mendes e Adalgisa Nery, esposa do artista. A idéia foi levantar as questões centrais que permearam a convivência dos dois amigos. Em seguida, foi apresentada a obra de Ismael Nery e suas fases cubista, expressionista e surrealista. Tratou-se também da poesia escrita nos últimos anos de vida do pintor. Murilo Mendes foi abordado no capítulo três, de sua obra foram delineados aspectos ligados à espiritualidade, à pintura, ao humor, ao surrealismo e à figura da mulher. A última parte do trabalho estabelece, mais diretamente, a intermediação entre a obra dos dois autores. Nela, são abordados alguns dos aspectos que, segundo Murilo Mendes, o levaram a se tornar poeta e Ismael é apontado como um deles. Nesta última parte, são colocados, lado a lado, quadros, desenhos e poemas dos autores e estabeleceu-se entre eles inúmeras associações a partir das quais foi possível observar a riqueza de possibilidades que pode propiciar o estudo comparado dos dois autores.

Palavras-chave: Catolicismo; Equilíbrio; Harmonia; Pintura; Poesia.

 

Fonte: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP.