O modernismo dá as cartas: circulação de manuscritos e produção de consensos na correspondência de intelectuais nos anos de 1920

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Tese de Doutorado: O modernismo dá as cartas: circulação de manuscritos e produção de consensos na correspondência de intelectuais nos anos de 1920

Autor(a): Marcia Regina Jaschke Machado

Ano: 2012

Orientador(a): Joao Adolfo Hansen

Unidade da USP: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH)

Disponível em: https://doi.org/10.11606/T.8.2012.tde-22102012-122149

 

Resumo:

A troca de cartas entre os modernistas brasileiros fez circular textos inéditos e debates teóricos sobre a produção literária moderna, produzindo redes de sociabilidade letrada e consensos estéticos e políticos. Este trabalho tem por objetivo o estudo de alguns temas discutidos na correspondência de Mário de Andrade com alguns de seus interlocutores durante os anos de 1920. Os principais temas estudados são: personalidade autoral de estilos modernos, influência, lirismo e língua brasileira moderna.

Palavras-chave: Influência; Língua brasileira moderna; Lirismo; Personalidade autoral de estilos modernos.

 

Fonte: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP.