“São Francisco de Assis” revisitada por Murilo Mendes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Artigo: “São Francisco de Assis” revisitada por Murilo Mendes

Autor(a): Beatriz Regina Benradt Martinez

Revista: Linha D’Água

Ano: 2014

Disponível em: https://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/view/84322

 

Resumo:

O artigo consiste numa leitura estilística do poema “São Francisco de Assis de Ouro Preto”. Observando-se recursos expressivos fundamentais do âmbito do som, da palavra e da frase, pretendemos verificar como características individualizadoras do templo cristão são traduzidas em discurso poético. Enquanto poeta cultural, Murilo Mendes estabelece um diálogo fecundo entre a poesia e a arquitetura, permitindo-nos entrever sua religiosidade terrenalizada. Esse diálogo toma forma sobretudo a partir da escolha e combinação de elementos lexicais que reconstroem a igreja em seus traços essenciais. A possibilidade de aproximar diferentes discursos artísticos nos parece fundamental e produtiva tanto para os estudos literários quanto para os linguísticos.

Palavras-chave: poesia moderna, templo barroco de Ouro Preto, leitura estilística, diálogo entre as artes, escolhas lexicais.

 

Fonte: Portal de Revistas da USP