De Raynal a De Pradt: apontamentos para um estudo da idéia de emancipação da América e sua leitura no Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram

Artigo: De Raynal a De Pradt: apontamentos para um estudo da idéia de emancipação da América e sua leitura no Brasil

Autor(a): João Paulo Garrido Pimenta

Revista: Almanack Braziliense

Ano: 2010

Disponível em: https://www.revistas.usp.br/alb/article/view/11740

 

Resumo:

Este artigo oferece uma análise da integração, no bojo do processo que resultou na independência do Brasil, entre exemplos históricos concretos de ruptura entre colônias e metrópoles, e enunciados de caráter doutrinário e programático em torno da mesma questão que, presentes no universo luso-americano, ofereciam, aos homens da época, parâmetros de ação política. Destacam-se escritos produzidos sobre a América espanhola, publicados e consumidos no mundo luso-americano. Escritos como os de Raynal e De Pradt que, de alguma maneira, balizaram visões de mundo e comportamentos coletivos em mutação, contribuindo para a criação, nas primeiras décadas do século XIX, de um ambiente intelectual onde a ruptura entre a metrópole portuguesa e suas colônias americanas pôde não apenas ser concebida, mas efetivamente realizada.

Palavras-chave: América portuguesa/Brasil, América espanhola, Independência, história das idéias, imprensa, Iluminismo.

 

Fonte: Portal de Revistas da USP